Associação Desportiva Ateneu Mansor/Smel
Rua Saad Abdalla Gattaz, nº 200 - Sala 30 - Distrito Industrial
São José do Rio Preto - SP
Tel: (17) 99149-1280 - judoateneumansor@gmail.com
Coordenação: Léo Eduardo Secches Mansor
Faixa Preta 5º Dan - Professor de Educação Física (CREF 8.667 G/SP)

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

GALERIA BOM DIA

Leo for Josi 02 Para relembrar – Jornal Bom Dia – Rio Preto

Segunda-feira, 14 de dezembro de 2009 - 14:05

Léo Eduardo Mansor coleciona troféus

Judoca ajuda novos talentos a encontrar bom caminho por meio dos esportes


Léo Eduardo Mansor passou a maior parte de sua vida colecionando troféus e medalhas.

E hoje ele tem a satisfação de compartilhar seus títulos com alunos da Associação Desportiva Ateneu Mansor, que ele mesmo ajudou a fundar.

Na companhia do irmão gêmeo Lairton e de outros três irmãos, Léo descobriu,  aos 04 anos de idade, o judô. Juntos, eles formaram a primeira equipe infantil no Clube de Fernandópolis, onde o pai, Luiz,  era presidente.

Com o tempo, Léo começou a participar de torneios e competições regionais por onde andava. As boas posições do menino chamavam a atenção da família e despertaram em Léo o sonho de brigar pelo seu país.

Em 1976, com sete anos, adotou Rio Preto como sua cidade. E, com o irmão Lairton, se integrou na Associação Rio Pretense de Judô e Karatê, liderada pelo professor Natal.

Assim que Léo Eduardo veio para Rio Preto, se entregou de corpo e alma ao esporte. Treinava o dia todo e revezava com musculação  na academia.

Não demorou muito e, aos 17 anos, o  jovem conseguiu a faixa preta.

Aplicado, Léo ganhou bolsa de estudos e partiu para o Rio de Janeiro, onde cursou educação física na Universidade Gama Filho, incentivado pelos pais e pelo inseparável irmão Lairton.

Durante o período dos estudos, o judoca treinava e participava de competições locais.

Entre 1988 e 1992 conquistou seus maiores prêmios até então. Léo foi tricampeão carioca de judô e duas vezes vice.

"Um trabalho árduo que muitas vezes não é reconhecido", desabafa Léo.
Formado Em Educação Fisíca e cheio de medalhas, Léo retorna a Rio Preto, em 1992. E fica dois anos longe do tatame. Um ano após voltar para a cidade, Léo presta prova de admissão para trabalhar no cartório e passa.  É o emprego fixo que vai sustentar o judoca.

Como cartorário, Léo passa as horas vagas dando aulas de judô para alunos e jovens do Colégio Ateneu em Rio Preto. "Sempre sonhei em trazer esporte de qualidade para a cidade", diz ele.

Léo também acumula três medalhas de campeão paulista e duas do brasileiro na categoria master.

Foi vice-campeão mundial em 2007 e terceiro lugar no Campeonato Sul Americano.

Léo teve a felicidade de ver vários alunos seus  em cima do pódio recebendo medalhas de ouro e defendendo a seleção brasileira. Mais do que títulos, uma realização pessoal e a prova concreta de um excelente trabalho desenvolvido.

QUEM É...

Nome: Léo Eduardo Mansor

Idade: 41 anos

Onde nasceu: Fernandópolis

Filhos: Victor, Nicole, Michele

Profissão: cartorário e professor de educação física

Equipes: Associação Desportiva Ateneu Mansor

Projeto social dá oportunidades a jovens talentos

Há 13 anos, o professor Léo Eduardo Mansor, em parceria com o Colégio Ateneu de Rio Preto, teve a ideia de desenvolver um projeto social com alunos e jovens da comunidade por meio do esporte.

"Eles me dão o suporte e eu presto trabalho voluntário. Dou aulas de judô para os alunos do colégio e jovens da comunidade", explica.

A parceria entre o judoca e a escola foi tão bem sucedida  que há cerca de 06 anos decidiram levar a ideia adiante, pondo em prática o "Projeto em Ação", que contempla garotos com bolsas de estudos.

Léo treina crianças com mais de cinco anos, garotas e jovens que se interessam pela modalidade e cobra delas disciplina nos estudos e no esporte.

Por ele já passaram Josiane Falco, titular da Seleção Brasileira na Categoria –57kg (Leve). Tadaiti Ozati Junior, campeão brasileiro e paulista em 2000; Bruno Cesar Malagoli, bi-campeão paulista, campeão brasileiro e campeão sul-americana entre 2001 e 2003.

Tem ainda Igor Umbelino Sernagiotto, um dos ganhadores da bolsa de estudos, campeão brasileiro; Fernanda Gomes Oliveira, Campeã Mundial na categoria Master, de Atlanta e Rafael Tremura, Vice-campeão sul-americano.

Para Léo, o esporte, quando entra na vida dos jovens, garante qualidade de vida e perspectiva de um futuro com dignidade.

FONTE: Rede Bom dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário