Associação Desportiva Ateneu Mansor/Smel
Rua Saad Abdalla Gattaz, nº 200 - Sala 30 - Distrito Industrial
São José do Rio Preto - SP
Tel: (17) 99149-1280 - judoateneumansor@gmail.com
Coordenação: Léo Eduardo Secches Mansor
Faixa Preta 5º Dan - Professor de Educação Física (CREF 8.667 G/SP)

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Judô estreia no Pan nesta quarta

imagem

O judô brasileiro estreia nesta quarta-feira, dia 26, nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. A equipe, formada por 14 atletas com medalhas olímpicas e mundiais, terá nove estreantes em eventos multiesportivos e entra no tatame do ginásio Code 2 com grandes expectativas. Neste primeiro dia de competição lutam Luciano Corrêa (100kg), Rafael Silva (+100kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg).
Além de Luciano, Rafael e Maria Suelen, fazem parte da equipe do judô nos Jogos Pan-Americanos 2011 Sarah Menezes (48kg), Erika Miranda (52kg), Rafaela Silva (57kg), Katherine Campos (63kg), Maria Portela (70kg), Mayra Aguiar (78kg), Felipe Kitadai (60kg), Leandro Cunha (66kg), Bruno Mendonça (73kg), Leandro Guilheiro (81kg) e Tiago Camilo (90kg).
“Trouxemos para Guadalajara uma equipe experiente, mesmo tendo no grupo nove atletas que nunca disputaram uma edição de Jogos. Nossa meta é chegar às 14 medalhas, o que seria histórico, mas também temos a consciência que o nível do evento é alto e teremos confrontos duros, principalmente com Cuba”, diz o coordenador técnico da CBJ, Ney Wilson.
Para o peso pesado Rafael Silva, um dos estreantes em pans, todo o clima que cerca um evento desta magnitude é especial, mas também pode ser uma armadilha.
“Estou tentando não sair da minha rotina, que é treinar, comer e descansar. É muito legal a Vila do Pan e procuro até conversar com uns amigos que tenho em outros esportes, mas a todo o tempo me policio para não perder o foco”, diz Rafael Silva.
A peso pesado Maria Suelen Altheman gostou da programação do Pan, que ao contrário da maioria das competições internacionais, terá início pelas categorias maiores.
“Treinei bastante para estar aqui e a equipe inteira estar bem preparada. Abrir a competição é ótimo, porque sai logo a ansiedade e o estresse. Vamos fazer de tudo para o judô começar com um bom resultado logo no primeiro dia”, afirma Suelen.
Campeão mundial em 2007 no Rio de Janeiro, Luciano Corrêa ressalta a importância da experiência de disputar um Pan.

Clique aqui e veja a matéria completa – Fonte e foto CBJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário